18 de ago de 2015

Você pode Salvar uma vida, Basta tentar!

 Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para um uso subsequente em uma transfusão de sangue. Trata-se de um processo de fundamental importância para o funcionamento de um hospital ou centro de saúde.
Mas afinal doação de sangue é apenas isso? Para mim não! o sangue que para uns as vezes pode ser insignificante, para mim é mais do que um tecido conjuntivo líquido que circula pelo sistema vascular.Para mim a doação de sangue é um ato maravilhoso,e perfeito! é um conjunto de amor e solidariedade que passa no coração de cada um daqueles que doam!
Doe sangue, a coleta de sangue para doação consiste na retirada de cerca de 450ml de sangue, através do uso de material descartável, de uso único e estéril. O tempo de permanência do doador no Banco de Sangue, incluindo coleta e triagem, é de aproximadamente 12 minutos. 
São apenas 12 minutos, e você pode salvar muitas vida, Pense Nisso!
Você tem,divide com quem precisa, e fica feliz por salvar a vida de alguém!

DOE SANGUE!

O começo de Tudo, como descobri a cardiopatia de meu filho- Parte 2

Alegando assim que ele precisaria de cuidados extremamente especiais e urgente.
Mas como nem tudo são flores, o medico era um grosso, porem falou da melhor maneira que ele tinha(do melhor que ele poderia dar, as vezes tem isso , esperamos demais das pessoas, mas elas fazem o melhor que podem, mas não do jeito que esperávamos).
Nos instruiu de que ficássemos atentos, pois era uma criança frágil (SIIM! EU DISSE ERA!), e que tínhamos que ficar em cima mesmo! Que poderíamos pensar que ele estivesse dormindo, e ele ter falecido!
Aquilo foi um choque! Muitas mães podem descobrir isso na gestação, acho que no meu caso seria muito pior, pois tenho medo de muita coisa e sou ansiosa!
Após todas as bombas jogadas para cima, eu tinha medo de pega-lo, acho que na verdade era o medo de me apaixonar ainda mais e o perder.
Isso é desesperador, você não poder fazer nada, quando seu filho está doente, ou quando nem ao menos você sabe se ele sobrevivera.
Por muitos dias questionei a Deus, o culpei, pensei coisas que não devia, muitas vezes mesmo, pensava que isso era "praga" de alguém, que se Deus quisesse me castigar, porque não tirou a minha vida no parto ao invés da dele.